30 de dezembro de 2008

Criança interior

CRIANÇA INTERIOR

ઇઉ ઇઉ ઇઉ

Existe em mim ainda uma criança
que não deixa de ter esperança
que ainda acredita em brincar
e com pouca coisa consegue se alegrar.
Esta criança é a que vem de dentro
da mente e do coração, o centro
não pode nunca deixar de existir
a cada dia, tem que se redescobrir.
Se todas as pessoas deixassem aflorar
estas crianças que só tem a acrescentar
muita coisa poderia ser diferente
e a criança interior seria uma semente.

ઇઉ ઇઉ ઇઉ

Nenhum comentário:

ઇ‍ઉ Vôos ઇ‍ઉ da ઇ‍ઉ Borbollettah ઇ‍ઉ
ઇ‍ઉ Borboletas ઇ‍ઉ

Aos casais... Ante a espessa ramaria
verde, e rendada ao sol deste verão
livres, felizes, cheias de alegria,
as borboletas pelos céus se vão...

Despreocupadas... Pela floração
se perdem, numa inquieta correria...
Onde foram? E em que lugar estão?
Já não se vê o olhar que as perseguia...

Mas, de repente, voltam pelo espaço,
trêmulas e amorosas de cansaço,
asas roxas e azuis ou violetas...

E invejoso pensei, vendo-as pelo ar:
quem me dera nascer, viver e amar,
como aqueles casais de borboletas!

(J.G.de Araujo Jorge)