27 de fevereiro de 2009

Braços e abraços

BRAÇOS E ABRAÇOS

ઇઉ ઇઉ ઇઉ

Nossos braços já estiveram unidos
Em abraços muito atrevidos
Hoje estão apartados
Os abraços estão acabados.
Neste tempo tudo era tão bom
Nossos corpos se tocavam no tom
Como tudo o que é bom dura pouco
O que estava no tom, ficou rouco.
Hoje os braços estão separados
Os abraços já não são abusados
Cada um seguiu o seu caminho
Você segue sua vida e estou no meu cantinho.

ઇઉ ઇઉ ઇઉ

Nenhum comentário:

ઇ‍ઉ Vôos ઇ‍ઉ da ઇ‍ઉ Borbollettah ઇ‍ઉ
ઇ‍ઉ Borboletas ઇ‍ઉ

Aos casais... Ante a espessa ramaria
verde, e rendada ao sol deste verão
livres, felizes, cheias de alegria,
as borboletas pelos céus se vão...

Despreocupadas... Pela floração
se perdem, numa inquieta correria...
Onde foram? E em que lugar estão?
Já não se vê o olhar que as perseguia...

Mas, de repente, voltam pelo espaço,
trêmulas e amorosas de cansaço,
asas roxas e azuis ou violetas...

E invejoso pensei, vendo-as pelo ar:
quem me dera nascer, viver e amar,
como aqueles casais de borboletas!

(J.G.de Araujo Jorge)