18 de abril de 2009

Vou embora

Poetas participantes:

1- Borbollettah Sandra Regina
2- Lewilson
3- Marli Lobo
4- Ilze Soares
5- Paulo Fernando
6- Sandra Galante
7- Marcial Salaverry
8- Isolina de Alencastro Veiga
9- Mikas
10- Muriel Elisa Távora Niess Pokk
11- Augusta Melo
12- Ezingra
13- Naidaterra
14- Zenaide Giovinazzo
15- Gal Braga (sh@nti)
16- Ruth Gentil Sivieri
17- Heliomar
18- Maria Thereza Neves
19- Isabel Passos
20- Iza Mota
21- José Ernesto Ferraresso
22- André Z

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

1- VOU EMBORA
Borbollettah Sandra Regina

Você acabou com meu amor quando mentiu
é totalmente culpado do meu entristecer
porque me deixou de fora, me iludiu.

Tomei uma decisão e o porque vou lhe dizer:
você é um homem que toda mulher quer ter
e eu não consigo lhe esquecer.

Então, vou deixá-lo sozinho,

eu vou embora e minha vida refazer.

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

2- Não vá embora!...

Pelo contrário... não costumo mentir
Não quero ver-te triste agora
De ti não vou desistir

É bom saber que toda mulher me quer
E que não consegues me esquecer
Mas para mim, não basta alguém qualquer
Há de ser alguém do meu querer

Esse alguém não é outra igual
Só tu és meu bem e meu mal.

Lewilson
09/03/2009

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

3- VOU VOLTAR
Marli Lobo

Vou voltar para mim
Vou voltar e me olhar
E vou ver que há em mim
Coisas tão boas que eu nunca percebi
E vou lembrar como esqueci primeiramente de me amar
Vou voltar para os meus sonhos realizar
Vou voltar os meus passos para os que querem comigo compartilha
Vou voltar meus olhos para os que realmente querem comigo caminhar
Vou voltar e ser feliz
Vou voltar e refazer o tempo que não progredi
Vou voltar e me lembrar que Deus me criou com muito amor para ser feliz.

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

4- Vou Embora...
Ilze Soares

Foram tantas as frustrações,
mentiras e traições,
que me decidi... Vou partir!

Não sei o dia nem a hora,
sei apenas que vou embora
para bem longe daqui.

Deixo você e seu falso amor.

Parto em busca de outro melhor.

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

5- VAI NÃO, FICA COMIGO
Paulo Fernando

Se eu dissesse a verdade, você acreditaria?
quantas vezes me derramei em prantos
me jogando aos teus pés em verdadeira romaria

quantas vezes te disse que meu amor é só teu
que minha vida era somente prá te amar
e todas as vezes você não me respondeu

Preferiu acreditar em outras mulheres
que tiveram meu corpo, mas não o meu amor
agora se vai, viver uma vida de ilusão
me deixando sozinho, mas levando meu coração.

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

6- VOU EMBORA
Sandra Galante

Vou embora, tudo terminou quando partiu
Do nosso amor, nada restou só desilusão
Cada palavra sua marcou meu coração

Não me procure mais, acabou o respeito
Ficar ao seu lado vai ser só sofrimento
vai doer, mas não quero mais lhe ver...

Seguirei tranquila a minha vida

Vou me embora chega de sofrer...

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

7- CAMA VAZIA
Marcial Salaverry

Uma cama vazia é um canto de saudade,
mostrando toda a infelicidade
causada por uma triste solidão...

Se conseguir ainda guardar a emoção,
sentindo da presença a sensação,
e do amor, sentir a necessidade...

Momentos de prazer, sempre trazendo a sensação

dos beijos trocados, dos carinhos apaixonados...

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

8- VOU EMBORA

Parece que nunca vamos ouvir ou dizer:
"-Vou embora". É real. Ameaça latente.
Bem ali... coladinha na gente,
E... não queira se enganar...
"-Nunca vou lhe deixar!"

Se disser: -fui! Assim... no estouro.
Nada mais há que se fazer!

"-Vou embora, cozinha em "banho Maria"
"-fui!", guilhotina,"zás trás", e alivia.

Às vezes vamos nós por opção ou razão.
Por vezes somos deixados com o coração"na mão".
... sem ação, sem muito entender...

Isolina de Alencastro Veiga
Gyn.19.03.09

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

9- Pensava que era correspondida
na paixão vivida...
Pura ilusão, só tive frustração
Não quero mais você, não.
Vá pra junto da outra
que você pensa que te adora
Dividir você não tolero
Assim não te quero
Deixe-me só, agora
por favor, vá embora!

Mikas

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

10- Vou embora

Vou embora pro Ceará,
De lá veio a minha mãe,
Ela jovem veio para cá,
Com as bênçãos de oçãe.

Quem sabe, como ela,
Eu encontre a felicidade
E com as bênçãos dela,
Vou ser feliz de verdade.

Em São Paulo, só, estou...
Talvez precise de raízes,
Lá nasceu quem me gerou,
Lá, seus pais foram felizes.

Quero encontrar um amado,
Alguém que venha a me amar.
Vou buscar noutro estado
O que o meu não quis me dar.

Muriel Elisa Távora Niess Pokk
Texto registro em cartório

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

11- Vou embora

Vou embora antes que eu acabe,
e nada sobre de mim.
Vou embora para catar meus pedacinhos,
fazer um mosaico bem colorido de esperanças,
sem uma linha reta, sem uma forma definida,
mas com certeza formando um lindo desenho.
Vou embora para "mim",
vou embora para ser feliz.

Augusta Melo

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

12- Vou embora

Paixões que marcam uma vida,
feridas mal curadas, cicatrizes
enfeiam o rosto abatido em desgosto
paixões, feridas mal curadas, cicatrizes.

Longe de mim, paixões que aniquilam...
um mal pobre... um vazio triste...
que enfeia o rosto abatido em desgosto...
longe de mim, paixões...
Vocês já não existem!

Ezingra

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

13- VOU EMBORA

Estou partindo, nada de mim te deixo,
nenhuma lembrança tua levarei comigo
nem mesmo um só fragmento amigo...

O tempo vai se encarregar de apagar
essa dor da ida, vai lhe ensinar
a ser sincero, parar de enganar...

Vou embora sem dizer adeus,

o tempo lhe dirá quando por você passar...

Naidaterra

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

14- VOU EMBORA
Zenaide Giovinazzo

Chegou a hora,
é o momento de partir,
tempo de ir embora...

Não ficarei para sempre,
logo estarei voltando
para ver brotar a semente...

Sou cigana andarilha.

Minha Tenda é a estrada...

SP/ 03/04/09

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

15- Chega! Vou embora,
e não tente me deter,
pois fiz tudo que podia prá não perder você.

Gal Braga (sh@nti)
Ssa/Ba 12/04/2009

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

16- SE EU PARTIR
Ruth Gentil Sivieri

Se eu partir para outra vida antes de você,
Olhará as flores de um jardim florido
Que agora se encontra amarelecido
Como uma velha colcha de matelassê

Jamais fique triste e tão sozinho
E relembrar choroso: “ Ela foi assim...
De onde estiver dar-lhe-ei meu carinho
Pois tenho certeza que gostou de mim.

Mas se qualquer dia ao cair da tarde,
Brotar uma lembrança mais dorida
Chore, porém um pranto sem alarde
Sem deixar que a dor seja vencida.

Recorde os momentos mais felizes
Não se revolte nunca por eu ter partido.
Também, como eu, esqueça as cicatrizes
Não olhe o mundo com o olhar transido.

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

17- VOU EMBORA

Me sinto distante
E você está ao meu lado
Ouço sua voz, sua respiração.

Você me toca
Eu não percebo o carinho
Meu pensamento está longe, muito longe.

Vou procurar outro caminho.

Vou embora para não sofrermos mais.

Heliomar

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

18- VOU EMBORA
Maria Thereza Neves

Até que a tempestade passe
as ondas rompam as pedras
e o ritmo da canção seja mais suave.

Vou alem das pontes do horizonte
onde ligam cores, arco-íris
compor a verdadeira sinfonia da vida

Deixo aqui o meu triste adeus

e a saudade dos dias que foram meus!

12/04/09

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

19- VOU EMBORA
Isabel Passos

Em ti acreditava
quando dizias que me amavas.
Afinal havia outra e a verdade mascaravas...

Vou embora para sempre,
não vou mais me iludir,
pois não paras de mentir.

Fiquei a conhecer quem és, na verdade!

Vou embora, e não levo saudade...

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

20- VOU EMBORA
Iza Mota

Em suspiro dizias: É bom demais!
Desejavas sempre um pouco mais
das loucuras que só a gente faz.

Sem aviso o silêncio em minha vida
Sem porquês, lágrimas, ou brigas
Sem adeus, nem beijo de despedida.

Solitária e triste esperei você voltar.

Acabou... Não quero mais chorar.

Recife-PE

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

21- VOU EMBORA
José Ernesto Ferraresso

Devo deixar este lugar,
preciso me desprender,
quero aprender a viver.

Aqui não consigo me realizar,
quero te amar e não posso,
algo forte nos separa.

Vou embora mas um dia vou voltar

E mostrar que aprendi a te amar.

Serra Negra
14/04/09

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

22- VOU EMBORA

Entrei nesta vida com bilhete de partida
Tem ano, mês, dia e hora para minha ida.
Já tentei trocá-lo de tudo que é maneira,

Quero ir embora,
Seja Agora
Seja em minha hora

Já amei e já vivi

Minha meta creio que cumpri.

André Z

ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ ઇ‍ઉ

Nenhum comentário:

ઇ‍ઉ Vôos ઇ‍ઉ da ઇ‍ઉ Borbollettah ઇ‍ઉ
ઇ‍ઉ Borboletas ઇ‍ઉ

Aos casais... Ante a espessa ramaria
verde, e rendada ao sol deste verão
livres, felizes, cheias de alegria,
as borboletas pelos céus se vão...

Despreocupadas... Pela floração
se perdem, numa inquieta correria...
Onde foram? E em que lugar estão?
Já não se vê o olhar que as perseguia...

Mas, de repente, voltam pelo espaço,
trêmulas e amorosas de cansaço,
asas roxas e azuis ou violetas...

E invejoso pensei, vendo-as pelo ar:
quem me dera nascer, viver e amar,
como aqueles casais de borboletas!

(J.G.de Araujo Jorge)